ALMOÇO-CONVÍVIO DOS 81 ANOS D’O MOSQUITO

Mosquito na Biblioteca Nacional 1 e 4

Cartaz da exposição dedicada ao 80º aniversário d’O Mosquito (Biblioteca Nacional, 2016).

Organizado como habitualmente, nos últimos anos, por Leonardo De Sá, realiza-se no próximo sábado, dia 14 de Janeiro, num restaurante lisboeta, o já tradicional almoço comemorativo do aniversário d’O Mosquito, o mais emblemático título da BD portuguesa, cujos leitores e admiradores continuam a ser numerosos e unidos pelo mesmo espírito de camaradagem que levou à formação da primeira tertúlia de “mosquiteiros”, em Janeiro de 1986 (como noticiou, com destaque, a imprensa da época), não perdendo, por isso, a ocasião de festejar este aniversário simbólico de uma revista cuja 1ª série se extinguiu há mais de seis décadas.
Mosquito 50 anos - Diário popular 486

Notícia publicada no vespertino Diário Popular, em 15/1/1986.

Por feliz coincidência, este almoço-convívio decorrerá, como há 31 anos, no mesmo dia que assinala a data oficial de nascimento d’O Mosquito: 14 de Janeiro de 1936.
Advertisements

OS DOZE DE INGLATERRA – por E.T. Coelho (3)

Os Doze de Inglaterra (convite)

A propósito do álbum “Os Doze de Inglaterra”, reedição de uma magnífica narrativa histórica de E.T. Coelho, publicada originalmente n’O Mosquito, em 1950/51, informamos que a editora Gradiva irá muito brevemente lançá-lo no mercado, como confirma o convite que já recebemos e que com todo o prazer divulgamos neste blogue.

Os Doze de Inglaterra - 2Mas já houve uma espécie de lançamento prévio durante a tertúlia d’O Mosquito efectuada, como habitualmente, em meados de Janeiro, com um almoço-convívio em que participaram, num ambiente de viva cama- radagem, mais de meia centena de efusivos “mosquiteiros”. O director da Gradiva, dr. Guilherme Valente, aproveitou a ocasião para expor pela primeira vez em público um exemplar do álbum, acabado de sair dos prelos, e algumas páginas impressas em grande formato, para que fosse possível admirar ao pormenor toda a beleza, realismo e perfeição desta extraordinária obra de arte, com mais de 100 páginas, que graças aos bons ofícios de José Ruy, um velho amigo e profundo admirador de E.T. Coelho — de quem foi companheiro de tertúlias e colega de trabalho n’O Mosquito —, pôde ser fielmente restaurada, na sua integral dimen- são estética e tipográfica, expurgando-a dos defeitos com que apareceu na revista, sobretudo os cortes nos desenhos, por causa das legendas com demasiado texto. Houve, por isso, que refazer essas legendas, tarefa também a cargo de José Ruy — que merece indiscutivelmente um grande voto de louvor por todo o empenho com que se dedicou, colaborando graciosamente com a Gradiva, à realização desta obra.

Os nossos leitores podem apreciar neste post uma página da nova versão de “Os Doze de Inglaterra” e uma breve reportagem fotográfica (a cargo de José Boldt) da “ante-estreia” do álbum que o editor Guilherme Valente quis mostrar a todos os admiradores de E.T. Coelho (e muitos eram) presentes no convívio comemorativo dos 80 anos d’O Mosquito.

017

030

033

041

046

068

080

092

IN MEMORIAM

RUI BANA E COSTA (1945-2015)

Leo e Bana costa

Outra infausta notícia acaba de chegar ao nosso conhecimento, por intermédio de Leonardo De Sá. Faleceu Rui Bana e Costa, velho amigo e companheiro frequente de muitas tertúlias, em especial a Tertúlia d’O Mosquito que se realiza anualmente, em meados de Janeiro, para comemorar o aniversário da revista mais popular da BD portuguesa.

Bana e Catarina LimaRui Bana e Costa, além de coleccionador “compulsivo”, sobretudo de BD americana e franco-belga, era também um profundo conhecedor e um grande entusiasta das nossas publicações infanto-juvenis, possuindo no seu acervo algumas autênticas preciosidades, como os dois (raríssimos) últimos números d’O Gafanhoto, revista editada por António Cardoso Lopes Jr. (Tiotónio), em 1948-49, depois de abandonar a direcção d’O Mosquito, números esses que foram apreendidos pela censura antes de entrarem em circulação, devido a falhas no registo legal do título.

De humor sadio e espírito aberto e generoso, Bana e Costa estava sempre pronto a esclarecer dúvidas e a facultar todos os elementos e informações que lhe eram pedidos, pondo assim o seu vasto saber e a sua vasta bedeteca à disposição dos amigos bedéfilos. À sua memória prestamos uma singela e sentida homenagem, apresentando as nossas condolências à família enlutada. O funeral realiza-se hoje, às 14h30, no cemitério municipal de Camarate, onde o seu corpo será cremado.

 

O GRANDE CONVÍVIO DOS “MOSQUITEIROS” – 2

mosquito cabeçalho

Por gentileza de Leonardo De Sá (que nos enviou as fotos) e de Catarina Lima (autora da maioria delas), aqui ficam para a posteridade mais algumas imagens do grande convívio dos “mosquiteiros” que se reuniram, no passado dia 17 do corrente, num restaurante lisboeta para comemorar com as devidas honras o 79º aniversário de uma revista que ainda hoje preenche boa parte do imaginário colectivo e das recordações da mocidade de muitos deles, dos quais foi o dilecto companheiro nas horas de divertimento e de lazer.

E já se aguarda com curiosidade e expectativa a celebração do 80º aniversário d’O Mosquito, como frisou mestre José Ruy ao usar da palavra durante o convívio, não só por ser uma data emblemática, como por coincidir com o ano em que muitos membros da grande legião de “mosquiteiros” assinalarão também oito décadas de vida.

(Nota: os nossos agradecimentos a Leonardo De Sá e a Catarina Lima, filha de um ilustre policiarista, o escritor Joel Lima — que figuram os três nas últimas imagens deste “post”).

DSCF8563DSCF8562DSCF8538DSCF8539DSCF8540DSCF8541DSCF8542DSCF8543DSCF8561DSCF8545DSCF8549DSCF8553DSCF8555DSCF8556

O GRANDE CONVÍVIO DOS “MOSQUITEIROS” – 1

Mosquito canta copyNo passado dia 17 de Janeiro, um sábado, a fraterna comunidade “mosquiteira”, unida por laços de amizade e de camaradagem que duram já há muitos anos (nalguns casos, há várias décadas), voltou a reunir-se numa espaçosa sala do restaurante lisboeta Pessoa, para festejar mais um aniversário da revista que foi a principal responsável por essa duradoura confraternização e por um salutar e compulsivo hábito que se entranhou, desde pequenos, no espírito de muitos dos presentes: a leitura de histórias aos quadradinhos.

Raoul Correia e Cardoso LopesHoje, 79 anos depois, esse espírito não morreu e o sentimento “mosquiteiro” de devoção a um nobre ritual e a algumas grandes figuras da imprensa infanto-juvenil que estiveram na génese do êxito, do renome e da longevidade da emblemática revista O Mosquito, continua a prevalecer na memória e na saudade das gerações mais antigas e até a arregimentar novos entusiastas — coleccionadores, investiga- dores, jornalistas, cronistas, desenhadores, argumentistas… ou simples curiosos —, que mesmo pertencendo a outra época se deixam também seduzir pela mística de um título que ainda hoje é um fenómeno invulgar de popularidade e prestígio.

Mosquito saudaCabe este ano ao Voo d’O Mosquito, blogue criado em Agosto de 2014, a honra de apresentar a reportagem fotográfica de Dâmaso Afonso, cujos valiosos préstimos não precisamos de enaltecer, pois O Gato Alfarrabista já o fez repetidas vezes. Mas aqui ficam os devidos agradecimentos pelo material que nos enviou, do qual seleccionámos as fotos e as poses mais sugestivas, num panorama abrangente da meia centena de convivas que festejaram animadamente, “em família”, o aniversário d’O Mosquito. Número que este ano atingiu novo máximo, como testemunhou a vasta sala do 1º andar do Restaurante Pessoa completamente cheia!

IMG_2195IMG_2244IMG_2197IMG_2198IMG_2200IMG_2203IMG_2204IMG_2205IMG_2207IMG_2212IMG_2213IMG_2214IMG_2215IMG_2216IMG_2222IMG_2223 IMG_2224IMG_2225IMG_2231IMG_2232IMG_2242IMG_2243IMG_2254 IMG_2255IMG_2256IMG_2257IMG_2258IMG_2266

O Mosquito 1936-2015Na impossibilidade de nos referirmos em pormenor a tanta gente, queremos destacar algumas presenças mais assíduas, desde os organizadores do almoço, Leonardo De Sá e Américo Coelho, até ao decano dos desenhadores portugueses que colaboraram activamente n’O Mosquito, mestre José Ruy — ele próprio uma espantosa memória viva desses tempos heróicos —, e a outros profissionais da 9ª Arte que também comungam dos mesmos ideais, como Zé Manel, Artur Correia, Baptista Mendes, Catherine Labey, Jorge Magalhães, Jorge Machado-Dias, João Amaral, António Gomes de Almeida, Mário Correia, muito bem acompanhados por outros membros da nossa comunidade bedéfila (alguns deles veteranos destas lides) e convidados especiais: Geraldes Lino, Carlos Gonçalves, António Martinó de Azevedo Coutinho (“mosquiteiro” de gema, Mosquito leitorpela primeira vez presente neste convívio, ao qual já fez emotiva referência no seu blogue Largo dos Correios), Aurélio Lousada, João Artur Mamede, Saul Ferreira, João Mimoso (e esposa), Joel Lima (e filha), José Manuel Vilela, José Menezes, Jorge Silva, António Amaral (e esposa), Joaquim Talhé, Helder Jotta, Luís Valadas, Máximo Ribeiro, Monique Roque (viúva de Carlos Roque), Maria Fernanda (esposa de José Ruy), Maria Belmira (esposa de Artur Correia), Alexandre Gonçalves (neto de Raul Correia), Rui Mendes (desenhador e actor).

A lista é longa e não podemos, lamentavelmente, citar todos os nomes… mas aqui fica, sem mais comentários, outro trecho da reportagem do nosso amigo Dâmaso Afonso (na 1ª foto), cuja objectiva nunca perde os melhores ângulos.

IMG_2233 1IMG_2196IMG_2199IMG_2201IMG_2217IMG_2218 IMG_2219IMG_2220IMG_2221IMG_2241IMG_2247IMG_2248IMG_2253IMG_2249IMG_2260IMG_2206

 

78º ANIVERSÁRIO DE «O MOSQUITO»

IMG_1933

Embora, por motivos de força maior, não nos tenha sido possível comparecer, este ano, a mais uma reunião festiva de antigos leitores e simpatizantes d’O Mosquito, próximo da data em que se celebrou o seu aniversário (14 de Janeiro), quisemos associar-nos também a esse evento — organizado actualmente por Leonardo De Sá e Américo Coelho e que se repete já há várias décadas —, publicando n’O Gato Alfarrabista, como em 2013, uma reportagem fotográfica realizada pelo nosso amigo Dâmaso Afonso, a quem agradecemos a amável e preciosa colaboração que nos tem prestado.IMG_1930

O almoço-convívio realizou-se, como habitualmente, numa espaçosa sala do restaurante lisboeta Pessoa, desta vez em 18 de Janeiro, por ser sábado, e contou com numerosos participantes (alguns vindos de longe), entre os quais familiares de António Cardoso Lopes (Tiotónio) e Eduardo Teixeira Coelho, que com a sua ligação pessoal a estas figuras míticas d’O Mosquito muito têm contribuído para manter viva a tradição, honrando com a sua presença na tertúlia a memória dos seus ilustres parentes.

IMG_1896 IMG_1897IMG_1899IMG_1900IMG_1901IMG_1903IMG_1904IMG_1907IMG_1908 IMG_1909IMG_1910IMG_1916IMG_1917IMG_1918IMG_1919IMG_1920IMG_1923 IMG_1928

Outra presença sempre animada, e imprescindível, é a de Mestre José Ruy, um dos mais prestigiosos colaboradores d’O Mosquito, onde viveu uma das etapas mais importantes da sua aprendizagem como artista gráfico e autor de BD, e que hoje, mais de 60 anos depois, ainda mantém uma assombrosa actividade criativa.

IMG_1934 copyProva disso, a juntar a tantas outras, foi a palestra sobre O Mosquito que por sua iniciativa se realizou, nesse mesmo sábado, às 17 horas, noutro local de Lisboa, a popular Livraria Barata, ponto de encontro de muita gente afecta aos livros e à cultura, onde, com o seu habitual poder de comunicação e os seus vastos conhecimentos sobre técnicas gráficas e outros temas relacionados com a imprensa infanto-juvenil, prendeu a atenção da assistência durante quase duas horas.

Nota: as imagens que a seguir apresentamos foram também captadas pela objectiva de Dâmaso Afonso, sempre presente na cobertura dos principais eventos bedéfilos; excepto as duas primeiras, obtidas por José Rodrigues, da Livraria Barata.

8574_746455515378932_1649742177_n8598_746455592045591_300875006_nIMG_1935IMG_1938IMG_1940IMG_1941IMG_1944

77º ANIVERSÁRIO DO MOSQUITO – 2

Ainda a propósito deste animado evento, que se realizou no dia 19 de Janeiro de 2013, no restaurante lisboeta Pessoa, com grande afluência de simpatizantes da revista infanto- -juvenil portuguesa mais carismática de todos os tempos, divulgamos outras fotos que nos foram enviadas pelo nosso amigo Leonardo De Sá, com um panorama muito abrangente dos convivas e da espaçosa e agradável sala onde decorreu o almoço.

Os créditos destas fotos pertencem a Catarina Lima (filha de Joel Lima) e a Jorge Silva (coordenador do blogue Almanaque Silva). A todos o nosso muito obrigado.

05 + 22050 + 031

2013_011900282013_011900302013_01190038 copy2013_011900512013_011900402013_011900422013_011900442013_011900432013_011900452013_011900462013_011900482013_01190049