NOVO COLÓQUIO NA BNP SOBRE A HISTÓRIA DO CROMO COLECCIONÁVEL EM PORTUGAL

unnamed

Nesta quinta-feira, dia 2 de Março, às 17h30, o Clube Português de Banda Desenhada, representado por Carlos Gonçalves e João Manuel Mimoso, realiza nova palestra no âmbito da exposição que se encontra patente na Biblioteca Nacional até ao dia 29 de Abril de 2017 — para recordar uma grande editora (não só na publicação de Revistas de Banda Desenhada como de Cadernetas de Cromos) e prestar também merecida homenagem a Carlos Alberto Santos, um notável desenhador, pintor, ilustrador e criador de magníficas colecções de cromos, que nos deixou recentemente.

Carlos Alberto, cujos trabalhos de ilustração estão dispersos por inúmeras revistas, sobretudo de Banda Desenhada, foi também colaborador d’O Mosquito (5ª série), editado em 1984/86 pela Futura.

Seguidamente podem ler, na Folha de Sala da BNP, um excelente artigo de João Manuel Mimoso sobre o tema desta exposição.

cromos_fs_bnp1-1

cromos_fs_bnp1-2

Advertisements

EXPOSIÇÃO “100 ANOS DO CROMO EM PORTUGAL”

convite-15-copy-1

Colóquio inaugural da exposição “100 Anos do Cromo em Portugal”, no dia 1 de Fevereiro de 2017, às 17h45. Apresentação de Carlos Gonçalves, do Clube Português de Banda Desenhada, e intervenção de João Manuel Mimoso, historiando a origem e a evolução das colecções de cromos dos rebuçados e caramelos em Portugal e de alguns dos seus fabricantes, desde a década de 1920 até à de 1960.

Um colóquio posterior, a realizar em 2 de Março, abordará os “cromos-surpresa” lançados pela Agência Portuguesa de Revistas, em 1952, e prestará homenagem ao grande artista e ilustrador, recentemente falecido, Carlos Alberto Santos.

A exposição será inaugurada às 19h00, após o encerramento do colóquio, ficando patente ao público até ao próximo dia 29 de Abril.

Nota: Carlos Alberto Santos, pintor e ilustrador de raro talento e autor de algumas das mais belas coleções de cromos que já se fizeram em Portugal, colaborou em inúmeras publicações de BD, incluindo O Mosquito” (5ª série), da Editorial Futura, motivo por que o nosso blogue se associa à justíssima homenagem que em Março lhe irá ser prestada pelo Clube Português de Banda Desenhada, no âmbito desta exposição.

JOSÉ GARCÊS – 70 ANOS DE CARREIRA ARTíSTICA

Segundo informação de Carlos Gonçalves, membro da direcção do Clube Português de Banda Desenhada (CPBD), a partir de 15 de Março, e na continuidade da comemoração dos 80 anos da revista O Mosquito, a exposição que se encontra na Biblioteca Nacional (Campo Grande) irá também homenagear o mestre José Garcês, pelos seus 70 anos de carreira na 9ª Arte, iniciada em 1946 nas páginas de O Mosquito. Uma mostra das suas obras, que encantaram, divertiram e instruíram várias gerações de leitores, tanto pela beleza estética como pelo valor pedagógico de muitas delas, estará patente ao público até 16 de Abril, naquela prestigiosa instituição cultural.

Por deferência do CPBD, apresentamos seguidamente algumas fotos dessa exposição, tiradas por João Manuel Mimoso. Entre os itens mostrados ao público destaca-se a imponente construção do Mosteiro da Batalha, montada propositadamente pelo seu autor, José Garcês, para figurar nesta merecida homenagem.

ExpoJGarces_0 copy

ExpoJGarces_7 copy

expoJGarces_6 copy

ExpoJGarces_3 copy

ExpoJGarces_4.copy

ExpoJGarces_5 copy

VISITA À BIBLIOTECA NACIONAL (OU O APELO D’O MOSQUITO OCTOGENÁRIO) NUM DIA CHUVOSO – 4

Biblioteca Nacional - O Mosquito - 1

Mestre José Ruy, um dos nomes mais consagrados da BD portuguesa, que se desdobra em actividades didácticas para levar ainda mais longe — sobretudo até às novas gerações — a arte a que se dedica, com enorme talento e profissionalismo, há mais de 70 anos, partilhou também connosco memórias vividas na redacção e nas oficinas d’O Mosquito, com o seu jeito descontraído, aberto e fluente de comunicar, desfiando peripécias curiosas e factos que marcaram a relação entre os dois paladinos que criaram o “mito” mais duradouro da BD portuguesa: António Cardoso Lopes Jr. e Raul Correia — ambos residentes na Amadora, a cidade onde efectivamente nasceu O Mosquito e onde hoje funciona também a sede do Clube Português de Banda Desenhada, principal promotor desta iniciativa, que tanto sucesso tem obtido, em parceria com a Biblioteca Nacional.

IMG_3469

IMG_3465

IMG_3468

IMG_3466

IMG_3464

Depois de uma animada sessão de comentários, que prolongaram, durante meia-hora, os temas e as intervenções dos quatro ilustres conferencistas (João Manuel Mimoso, António Martinó Coutinho, Carlos Gonçalves e José Ruy), todos nos dirigimos à sala onde nos aguardava a exposição comemorativa dos 80 anos d’O Mosquito, exposta em várias vitrines, cujo vasto acervo foi apresentado pelos seus comissários, João Mimoso e Carlos Gonçalves. Nem mesmo a Catherine (embaraçada com as “canadianas”) ficou para trás, tal era a sua ânsia de ver a exposição. Pena foi que o folheto alusivo a esta mostra já tivesse “voado”, como folhas secas num dia de vento…

Aqui ficam mais algumas fotos da memorável sessão realizada na Biblioteca Nacional, gentilmente cedidas pelo nosso amigo António Martinó (autor do blogue de referência Largo dos Correios, onde poderão ver também uma magnífica reportagem deste evento), tiradas por ele e pelo seu neto Manuel, o mais jovem elemento da assistência e brilhante estudante universitário. A ambos reiteramos os nossos melhores agradecimentos, com afectuosas saudações “mosquiteiras”.

IMG_3310

IMG_3305

IMG_3312

IMG_3316

IMG_3318

IMG_3308

IMG_3471

IMG_3470

IMG_3472

IMG_3474

IMG_3475

IMG_3477

IMG_3473

IMG_3476

IMG_3478

IMG_3479

IMG_3481

VISITA À BIBLIOTECA NACIONAL (OU O APELO D’O MOSQUITO OCTOGENÁRIO) NUM DIA CHUVOSO – 1

Biblioteca Nacional - O Mosquito - 1

O frio, a chuva, os transportes (e até as muletas da Catherine), nada nos impediu de assistir às palestras sobre os 80 anos da mítica revista O Mosquito, realizadas na passada 4ª feira, 17 do corrente, no auditório da Biblioteca Nacional. Infelizmente, o caótico trânsito lisboeta (que piora sempre em dias de chuva) retardou a nossa chegada ao local e só assistimos à última parte da palestra de abertura, proferida por João Manuel Mimoso, sobre o tema 17 anos de capas d’O Mosquito, acompanhada pela projecção de diapositivos.

Reproduzimos seguidamente, neste primeiro post, algumas fotos da memorável sessão na Biblioteca Nacional, gentilmente cedidas pelo nosso amigo António Martinó Coutinho (autor do blogue de referência Largo dos Correios, já aqui citado várias vezes), tiradas por ele e pelo seu neto Manuel, o mais jovem elemento da assistência, estudante universitário e que denota possuir, também, excelentes dotes de fotógrafo. A ambos os nossos agradecimentos, com as mais afectuosas saudações “mosquiteiras”.

IMG_3326

IMG_3461

IMG_3460

IMG_3392

IMG_3328

IMG_3330

IMG_3331

IMG_3332

IMG_3333

IMG_3336

IMG_3337

IMG_3338

IMG_3339

IMG_3340IMG_3341

IMG_3343

IMG_3344

IMG_3345

IMG_3346

IMG_3347

IMG_3349

IMG_3350

IMG_3351

IMG_3352

IMG_3353

IMG_3354

IMG_3355

IMG_3356

IMG_3357

IMG_3359

IMG_3360

IMG_3362

IMG_3363

IMG_3364

IMG_3365

IMG_3366

IMG_3367

IMG_3368

IMG_3369

IMG_3371

IMG_3372

IMG_3373

IMG_3374

IMG_3375

IMG_3377

IMG_3378

IMG_3379

IMG_3380

IMG_3381

IMG_3382

IMG_3384