O CAMINHO DO ORIENTE A CORES – 1º volume

Como já publicámos, o José Pires meteu mãos à obra para colorir o “Caminho do Oriente”… Aqui está uma vista de olhos sobre o 1º álbum…

Advertisements

O CAMINHO DO ORIENTE A CORES

O José Pires não pára! Neste Centenário (o 1º, como ele diz!) de Eduardo Teixeira Coelho, vulgo ETC, decidiu dar a cor a esta obra magistral que é O Caminho do Oriente, cuja edição em álbuns a preto e branco, nos gloriosos tempos da Editorial FUTURA, foi coordenada pelo Jorge Magalhães e legendada por mim directamente no fotolito (ainda não estávamos na era digital).

O Jorge estaria, de certeza, empolgado com essa iniciativa de Gussy a quem desejo o maior êxito nessa publicação.

                                                                             Catherine Labey

CANTINHO DE UM POETA – 41

Fugindo à regra, neste cantinho surge hoje, em vez de um poema ou de um texto em forma de parábola moral — método muito usado também pelo Avozinho para ensinar e encantar os seus milhares de leitores —, um conto cujo tema é a Páscoa, escrito por Raul Correia (o verdadeiro “eu” do Avozinho) e publicado, pela primeira vez, no Almanaque O Mosquito e A Formiga, saído dos prelos em finais de 1944.

Além do teor do conto, que revela toda a sensibilidade poética de Raul Correia — em harmonia com a do seu “duplo” literário —, são de destacar as ilustrações de E. T. Coelho, o jovem artista que, dois anos antes, iniciara uma trajectória fulgurante n’O Mosquito, que o guindaria, a breve prazo, aos lugares cimeiros da BD portuguesa e internacional.

Em 1982, este conto foi reeditado no Mundo de Aventuras nº 448 (2ª série), de onde extraímos as duas páginas que se seguem.

VISEU REALIZA EXPOSIÇÃO SOBRE DOM AFONSO HENRIQUES NA BANDA DESENHADA

No próximo domingo, 27 de Agosto, pelas 16:00 horas, será inaugurada em Viseu, no Pavilhão Multiusos da Feira de São Mateus, uma exposição sobre o primeiro Rei de Portugal, denominada “Dom Afonso Henriques na Banda Desenhada”.

A organização é do Grupo de Intervenção e Criatividade Artística de Viseu (GICAV), com a colaboração da Câmara Municipal de Viseu, da Viseu Marca e do Instituto Português do Desporto e Juventude. Durante o evento, será lançado um álbum de banda desenhada com a reedição de um magnífico trabalho de Eduardo Teixeira Coelho, nome incontornável da BD portuguesa (e, como é do conhecimento dos nossos leitores, ligado à época mais gloriosa d’O Mosquito, onde prosseguiu a sua carreira).

A mostra, comissariada por Carlos Almeida, é constituída por vinte painéis em grande formato, com exemplos das várias adaptações à BD da vida e dos feitos de Dom Afonso Henriques, e estará patente ao público até 17 de Setembro.

(Notícia respigada do nosso colega BDBD, orientado por Carlos Rico e Luiz Beira, que promete publicar uma reportagem fotográfica completa do evento durante os próximos dias. Na impossibilidade de estarmos também presentes, agradecemos ao GICAV, na pessoa de Luís Filipe e Carlos Almeida, o convite que gentilmente nos enviou).

DUAS NOVAS E INTERESSANTES EXPOSIÇÕES NO CLUBE PORTUGUÊS DE BANDA DESENHADA – 2

IMG_3994 (800x600)

Como tínhamos prometido, aqui ficam mais algumas fotos das duas exposições patentes desde 30 de Abril p.p. (data da sua inauguração), na sede do Clube Português de Banda Desenhada (CPBD), aberta ao público todos os sábados, das 14h00 às 18h30, e que poderão ser vistas até ao final deste mês.

Estas fotos foram-nos enviadas pelo nosso bom amigo e colega da blogosfera (criador do excelente blog Largo dos Correios), Professor António Martinó, a quem voltamos a agradecer a colaboração e generosidade sempre manifestadas no momento oportuno. Bem haja, amigo Martinó! 

IMG_4049 e 4051

IMG_3995 (800x600)

IMG_3996 (800x600)

IMG_3997 (800x600)

IMG_3998 (800x600)

IMG_3999 (800x600)

IMG_4000 (800x600)

IMG_4001 (800x600)

IMG_4002 (800x600)

IMG_4003 (800x600)

Nesta reportagem, feita antes da inauguração oficial, podem apreciar-se com mais nitidez (ampliando as imagens até à sua extensão máxima) os painéis das referidas exposições, dedicadas ao tema Eça de Queiroz e Alexandre Herculano na Banda Desenhada, cuja apresentação honra a parceria entre o CPBD e o GICAV. Aliás, as duas mostras estiveram também patentes em Moura, onde teve início o seu périplo, e em Viseu. Nelas figuram trabalhos de vários autores portugueses e brasileiros, baseados em obras dos dois grandes escritores do século XIX — entre os quais se destacam, naturalmente, as magníficas pranchas de Eduardo Teixeira Coelho (ETC), publicadas n’O Mosquito entre 1950 e 1953.

IMG_4004 (800x600)

IMG_4006 (800x600)

IMG_4007 (800x600)

IMG_4008 (800x600)

IMG_4009 (800x600)

IMG_4010 (800x600)

IMG_4012 (800x600)

IMG_4045 (800x600)

IMG_4047 (800x600)

IMG_4048 (800x600)

IMG_4052 (800x600)

IMG_4053 (800x600)

Eis seguidamente a relação dos trabalhos expostos e respectivos autores artísticos e literários. Recordamos que estas exposições foram comissariadas por Carlos Rico e Luiz Beira, que nessa qualidade presidiram à cerimónia de inauguração realizada na sede do CPBD no final de Abril, conforme já noticiámos.

ALEXANDRE HERCULANO

A Morte do Lidador” – por Eduardo Teixeira Coelho/ETC
A Abóbada” – por Victor Mesquita/A Abóbada” – por Fernando Bento
O Monge de Cister” – por Eduardo Barbosa (brasileiro)
O Voto de Afonso Domingues” – por Jobat (José Baptista)
Eurico o Presbítero” – por José Garcês
Nuno Gonçalves”  – por José Antunes
O Último Combate” – por Baptista Mendes
Alexandre Herculano” (biografia) – por Baptista Mendes
Alexandre Herculano” (biografia) – por José Ruy
O Bobo” – por José Ruy
A Morte do Lidador” – por José Pires/”A Morte do Lidador” – por José Garcês
A Dama Pé-de-Cabra” – por José Pires/A Dama Pé-de-Cabra” – por Augusto Trigo, adaptação literária de Jorge Magalhães

EÇA DE QUEIROZ

A Ilustre Casa de Ramires” – por C. Raineri (brasileiro)
A Torre de D. Ramires” – por Eduardo Teixeira Coelho/ETC
A Aia” –  por Eduardo Teixeira Coelho/ETC
S. Cristóvam” – por Eduardo Teixeira Coelho/ETC
O Suave Milagre” – por Eduardo Teixeira Coelho/ETC
O Defunto” – por José Morim/”O Defunto” – por Eduardo Teixeira Coelho/ETC
José Matias” – por José Manuel Saraiva
A Relíquia” – por Francisco Marcatti (brasileiro)
O Primo Basílio” – por Joaquim Ribeiro (obra inédita)
Os Maias” – por Jorge Machado-Dias (obra inédita)
O Mandarim” – por Vreytes (brasileiro)
Eça de Queirós” (biografia) – por Baptista Mendes
O Chinês e a Cobra” – por Baptista Mendes
A Perfeição” – por Eugénio Silva (obra inédita)
“O Tesouro” – por Luís Marcelo (brasileiro)/”O Tesouro” – por Eduardo Teixeira Coelho/ETC