O REGRESSO DE TOMMY – 2

Uma série de misteriosos roubos de que são vítimas alguns artistas e ajudantes do circo, põe em alvoroço os empregados de mr. Bingham, que começam a desconfiar uns dos outros. Um deles aponta mesmo como culpado uma das maiores “estrelas” do circo, Holloway, o palhaço favorito do público, revelando alguns indícios que parecem comprometê-lo.

Todos os amigos de Holloway, incluindo Tommy, acreditam na sua inocência, mas os roubos sucedem-se. Quem será o ladrão? Eis uma pergunta que ficou sem resposta n’O Mosquito, ou antes, que teve uma resposta pouco convincente, pois o episódio foi interrompido na tira com data de 21/6/1947, nunca chegando os leitores portugueses a conhecer o “verdadeiro” ladrão, supostamente alguém que não pertencia ao circo.

Logo a seguir, e no mesmo número, Tommy iniciou uma nova aventura, dando um salto para a tira de 6/10/1947. Esta lacuna ficou também sem explicação, como se as cenas suprimidas não tivessem importância. Infelizmente, não possuímos as tiras em falta n’O Mosquito, nem sabemos se terão sido publicadas noutras revistas. No Mundo de Aventuras, onde Tommy encontrou um novo “lar” depois de ter saído d’O Mosquito, não há vestígios dessas tiras, cujo desaparecimento é tão misterioso como os roubos ocorridos no circo.

Apesar deste triste percalço — outra anomalia que merece ser devidamente assinalada —, convidamos-te, leitor amigo, a ler as 11 tiras de John Lehti publicadas n’O Mosquito nºs 936 a 938, com o estranho desfecho deste episódio. O seguinte promete ser bem melhor…

tommy-m-936

tommy-m-937-298

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s