CANTINHO DE UM POETA – 20

Cantinho de um poeta 20 203

Saudando o regresso da Primavera — embora ainda incerto e hesitante como os primeiros passos de uma criança, nestes dias ventosos de Abril que alternam a chuva e o bom tempo —, eis mais um poema de Raul Correia, publicado no Jornal do Cuto nº 10, de 8/9/1971, com a harmoniosa lira que distinguia a maioria das obras do Avozinho, tão apreciadas pelos leitores d’O Mosquito.

Complemento indispensável desses versos de métrica perfeita, as ilustrações igualmente apelativas de José Baptista (Jobat) procuravam conciliar uma visão romântica e nostálgica do passado, subjacente ao título da rubrica “Cantinho de um Velho” — possivelmente concebido por Roussado Pinto, director do Jornal do Cuto —, com o naturalismo de uma escola que se projectava no futuro.

Foram essas memórias de infância que despertaram emoções recônditas no espírito dos antigos leitores do Avozinho, muitos dos quais se reviam no Jornal do Cuto, recheado de personagens com nomes como os de Cuto, Falcão Negro, Capitão Meia-Noite e Serafim e Malacueco, como se ele fosse uma nova imagem d’O Mosquito.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s