O MOSQUITO EM 1943 – 8

mosquito-1943-8-nc2ba422-961A partir do nº 422, o grande salto qualitativo d’O Mosquito, iniciado no ano transacto, desde o nº 360, com a primeira das espectaculares capas ilustradas por E. T. Coelho, atingiu um nível ainda maior, repercutindo-se na tiragem, na popularidade e na difusão da revista, que era lida em todos os cantos de Portugal e por miúdos de todas as origens, ricos e pobres.

Depois de tantas novidades, esse número e os seguintes ofereceram aos leitores alguns dos melhores contos e novelas de Raul Correia, como “Noite Tranquila” — que assinalou o regresso, embora breve, de Rudy Carter, um dos seus mais emblemáticos e apreciados detectives —, “A Emboscada” e “O Navio Negro” — duas aventuras de ambiente histórico, em que ao primor do estilo e à emoção do enredo se somava o fascínio dos cenários e das personagens —, como sempre magistralmente ilustrados (advérbio que já parece supérfluo) por Eduardo Teixeira Coelho, cujos versáteis dotes artísticos, em constante evolução, tinham cada vez mais admiradores, surpreendendo até os que olhavam de forma acrítica para esses trabalhos, sem saberem que o seu autor era ainda um jovem de 24 anos, pouco mais velho do que alguns deles que já andavam nos últimos anos do liceu.

Merece também referência, tanto pelos desenhos como pelo texto, o conto “Um Valente”, original de Lúcio Cardador, que seria a sua última produção literária publicada durante essa fase d’O Mosquito, por razões que mais tarde abordaremos.

mosquito-1943-8-para-ti-amigo-leitor-0031Algumas úteis secções ilustradas por E. T. Coelho continuavam também a aparecer regularmente, como “Carpintaria Aplicada”, que ensinava a fazer estantes, secretárias e outros móveis de estilo moderno (para a época). E até Tiotónio (A. Cardoso Lopes Jr.) deu um ar da sua graça ilustrando uma página assinada por “Cocabichinhos”, com instruções para os jovens campistas.

Nessa etapa que reservava ainda muitas surpresas, O Mosquito continuava a publicar com grande sucesso as façanhas do intrépido e misterioso Capitão Meia-Noite, juntamente com outra criação de Walter Booth, “Luta sem Tréguas”, que tinha como cenário o Oeste americano, às quais fazia companhia — além de algumas histórias italianas desenhadas por Giorgio Scudellari (“Ivan, o Terrrível”) e Giuseppe Cappadonia (“Os Piratas da Polinésia”) — outro vibrante western, intitulado “Falsa Acusação”, o primeiro êxito da carreira artística de Vítor Péon, que se estreara no nº 396 e teve o seu epílogo no nº 423.  

mosquito-1943-8-nc2ba423-e-424mosquito-1943-8-nc2ba425-e-4261mosquito-1943-8-nc2ba427-e-428mosquito-1943-8-nc2ba429-e-430mosquito-1943-8-noite-tranquila-1-e-21mosquito-1943-8-um-valente-1-e-21mosquito-1943-8-um-valente-3-9761mosquito-1943-8-a-emboscada-12mosquito-1943-8-a-emboscada-2-e-3mosquito-1943-8-o-navio-negro-1-e-2mosquito-1943-8-o-navio-negro-3-e-4mosquito-1943-8-o-navio-negro-5-e-61mosquito-1943-8-carpintaria-aplicada-1e-2 mosquito-1943-8-carpintaria-aplicada-31mosquito-1943-8-carpintaria-aplicada-4-e-5mosquito-1943-8-capitc3a3o-meia-noite-1-e-2mosquito-1943-8-luta-sem-trc3a9guas-1-e-2mosquito-1943-8-falsa-acusac3a7c3a3o-1-e-2mosquito-1943-8-ivan-o-terrc3advel-e-os-piratas-da-polinc3a9sia

Mas a mais sensacional novidade — que se tornou um marco de fundamental importância na história d’O Mosquito, ao abrir-lhe as portas de uma nova escola europeia recheada de grandes valores, capazes de rivalizar com E. T. Coelho (e até de lhe servirem de modelo) —, chegou no nº 424, de 17/7/1943, com a estreia de Emilio Freixas, um autor espanhol de traço elegante e estilizado, já famoso no seu país e cuja obra seria também muito apreciada e aplaudida em Portugal, graças ao Mosquito e ao Diabrete. Desse grande acontecimento falaremos com mais detalhes no próximo post desta série.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s