CANTINHO DE UM POETA – 4

Cantinho de um poeta 4

Texto publicado no Jornal do Cuto nº 17, de 27/10/1971, com ilustração de Jobat (José Baptista), e que nos parece vir a propósito neste tempo chuvoso e frio que, depois de muitos e risonhos dias de sol, se abateu sobre todo o país, como se o Inverno quisesse finalmente mostrar a sua face…
Seguidamente reproduzimos a segunda parte do artigo de Raul Correia “De Como Nasceu e Viveu O Mosquito”, publicada no Jornal do Cuto nº 21, de 24/11/1971. (Para ler o artigo, clicar duas vezes sobre as páginas, a fim de as ampliar ao máximo).

Nona arte 3 e 4

Nota: É curioso observar como R. C. se lembrava perfeitamente dos primeiros versos que escreveu com o pseudónimo de Avozinho (que se tornaria célebre desde então) e, ao mesmo tempo, se esqueceu da data de nascimento d’O Mosquito, mencionando o ano anterior, 1935. Erro que estranhamente (talvez por distracção) não foi corrigido por Roussado Pinto, director do Jornal do Cuto e responsável pela rubrica “9ª Arte”.
Por outro lado, já que pretendemos chamar a atenção para algumas falhas de memória de R. C. (que eram perfeitamente naturais, na altura em que escrevia, mas podem ainda hoje induzir em erro), note-se que Eduardo Teixeira Coelho, o mais credenciado colaborador artístico d’O Mosquito, não surgiu na “Página dos Leitores”, mas sim, por mérito próprio, como ilustrador principal, a partir de meados de 1942, pouco tempo depois da revista ter mudado, pela primeira vez, de formato.
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s